Follow by Email / Siga por email

terça-feira, maio 22, 2007

" A Noite em que a noite não chegou "

www.ashistoriasdailda.no.comunidades.net/

Um dia, mal acordou, a noite foi espreitar pela janela e reparou que já era quase noite.
" Estou atrasada! ", pensou ela ao ver que o Sol já tinha desaparecido e os candeeiros começavam a acender-se.
Mas, nesse dia, ou nessa tarde, ou nessa noite sentia-se muito preguiçosa.
Gostava muito de estar ali, no quentinho dos lençois, mas à noite não podia. Tinha sempre que fazer. Contrariada , deu uma volta e outra volta, desenroscou-se, enroscou-se e pensou lá para consigo: " Estou farta! "
Havia muitas, muitas noites desde o ínicio dos tempos que a noite chegava à hora certa sem faltar um só dia. " E tudo isto para quê? ", perguntou ela de si para si, " Só para que o vaidoso do Sol possa ir mostrar a sua linda cabeleira dourada ao outro lado do mundo... Hoje, não saio daqui...O Sol que se amanhe! "
...etc...

Assim começa um das Histórias de José Fanha que além de escrever Poesias também escreve Histórias para os mais pequenos e mais crescidos...
Mais um História que gosto de Contar.

Editora : Campo das Letras

5 comentários:

Marimenso disse...

Cara Ilda, apenas para lhe dizer que me aventurei pelo mundo dos blogues.
Apareça por lá.
Um abraço.

Paula Raposo disse...

Como só o Zé Fanha sabe escrever. Eu sou fã incondicional. E tenho a certeza que a contas divinalmente bem! Muitos beijos.

Reflexos da Alma disse...

Gostas de contar e é uma Belíssima historia !
Adorei aqui estar !
Uma Beijoka Amiga !!!

Anónimo disse...

Que Bom foi entrar no seu Blog. Entrei nele através de uma colega. Ainda bem que o fiz a concelho dela. Que Histórias e pensamentos nos deixa aqui neste blog para comtemplar...
Um Abraço

Manuel Ribeiro

o alquimista disse...

Os teus pés são navegantes na espuma, o teu cabelo dança em descuidada ironia, suave viagem de ondulante onda em tua boca, duas sílabas sopradas em mágica melodia.

Mágico beijo