Follow by Email / Siga por email

quinta-feira, junho 14, 2007

O AMOR E A LOUCURA

www.ashistoriasdailda.no.comunidades.net

No início dos tempos, reuniram-se todos os sentimentos e qualidades dos homens num lugar da Terra.
Quando o Aborrecimento já se queixava pela terceira vez, a Loucura, como sempre tão louca, propôs-lhes:
- Vamos brincar às escondidas?
A Intriga levantou a sobrancelha intrigada, e a Curiosidade,sem poder conter-se, perguntou:- Escondidas? Como é isso?- É um jogo, explicou a Loucura, em que eu fecho os olhos ecomeço a contar de um a um milhão, enquanto vocês se escondem,e quando eu tiver terminado de contar, o primeiro queencontrar ocupará o meu lugar para continuar o jogo.O Entusiasmo dançou seguido pela Euforia, a Alegria deutantos saltos que acabou por convencer a Dúvida e até mesmo aApatia.Mas nem todos quiseram participar, a Verdade preferiu não seesconder...para quê? Se no final todos a encontravam?A Soberba opinou que era um jogo muito tonto (no fundo, o quea incomodava era que a ideia não tivesse sido dela), e aCobardia preferiu não se arriscar.- Um, dois, três, quatro... - começou a Loucura a contar. A primeira a esconder-se foi a Pressa, que como sempre caiu atrás da primeira pedra do caminho.A Fé subiu ao céu e a Inveja escondeu-se atrás da sombra do Triunfo, que com seu próprio esforço tinha conseguido subir na copa da mais alta árvore.A Generosidade, quase não conseguia esconder-se, pois cada local que encontrava, parecia-lhe maravilhoso para alguns de seus amigos: se era um lago cristalino, ideal para a Beleza. Se era uma árvore, ideal para a Timidez se esconder na sua copa, se era o voo de uma borboleta ou uma rajada de vento, magnífico para a Liberdade. E assim, acabou por esconder-se num raio de sol.O Egoísmo, ao contrário, encontrou um local muito bom desde o início. Ventilado e cómodo, mas apenas para ele.A Mentira escondeu-se no fundo do oceano (mentira, na realidade, escondeu-se atrás do arco-iris) e a Paixão e o Desejo, no centro dos vulcões.O Esquecimento, não me recordo onde se escondeu, mas isso não é o mais importante.Quando a Loucura estava la pelos 999999, o Amor ainda não tinha encontrado um local para se esconder, pois já todos estavam ocupados, até que encontrou uma roseira e, carinhosamente, decidiu esconder-se entre as suas flores.- "Um milhão", contou a Loucura e começou a busca.A primeira a aparecer foi a Pressa, apenas a três passos de uma pedra.O Egoísmo, nem teve que o procurar! Ele saiu disparado sozinho do seu esconderijo, que na verdade era um ninho de vespas.De tanto caminhar, sentiu sede, e ao aproximar-se de um lago, descobriu a Beleza. A Dúvida foi mais fácil ainda, pois encontrou-a sentada sobre uma cerca sem decidir de que lado se esconder. E assim, foi encontrando-os a todos.O Talento entre a erva fresca, a Angústia, numa cova escura, a Mentira atrás do arco-iris (mentira, estava no fundo do oceano) e até o Esquecimento, que já se tinha esquecido que estava a brincar ás escondidas.Apenas o Amor não aparecia em local nenhum...
A Loucura procurou atrás de cada arvore, por baixo de cada rocha do planeta e em cima das montanhas!Quando estava a ponto de se dar por vencida, encontrou um roseiral, pegou uma forquilha e começou a mover os ramos, quando, no mesmo instante, escutou-se um doloroso grito.Os espinhos tinham ferido o Amor nos olhos. A Loucura não sabia o que fazer para desculpar-se. Chorou, chorou, implorou, pediu perdão e até prometeu ser seu guia.

Desde então, desde que pela primeira vez se brincou as escondidas na Terra.....o Amor é cego, e a Loucura acompanha-o sempre!


" Boa semana de Amor e Loucura !!! "

19 comentários:

Anónimo disse...

Que bom é entrar nesta casa de Histórias e Memórias Ilda...
Volto pela segunda vez e logo na entrada sou recebida pela Linda História do Amor e da Loucura...
A imagem que colocou é muito bonita...Parabéns Ilda.
Continue a encantar-nos aqui e pelo Mundo inteiro contando estas e outras histórias.
Fui desta vez também no seu Site...Está lindo também. Ele transmite a ideia do ser Bonito que deve ser Ilda. Continue...Hoje e Sempre.
Desta visitante Isabel Santos
Um Beijo

laços disse...

Que maravilha! Que delícia! Adorei, Ilda. Obrigada. Beijinhos.

Reflexos da Alma disse...

Olá Minha Querida Ilda !
Bela história sem dúvida !

VIVA O AMOR E VIVA A SUA LOUCURA !!!

Um Beijo Grande te deixo !

mário franco disse...

O que será o Amor sem a Loucura? e a Loucura sem o Amor?
E com o resto a ajudar...brilhante!!!!!

efeneto disse...

Saudações. E porque quem recebe gosta de dar, como é o meu caso, e se liga a estes prémios da blogosfera, e porque estes prémios são entregues a espaços que nós admiramos e visitamos então passe pelo meu espaço que tenho algo para si:
http://paginapoema.blogspot.com/
Aproveito para desejar um bom fim de semana...efeneto.

Anónimo disse...

Olá minha querida! É com grande prazer que entro no seu blog mais uma vez e leio esta bela história... quase posso ouvir tua voz narrando-a... cheia de verdade e sentimento!
Nesta vida que é um rodopio, não é difícil entender porque amor e loucura andam juntos.
Que Deus continue e a iluminá-la em sua tarefa. Obrigada pelo carinho com que me recebeste e saiba que de onde eu estiver estarei sempre enviando boas vibrações para ti.
Um beijo em seu coração!

Jeanine

A.S. disse...

Uma história linda! que traduz a realidade de sentimentos que tantas vezes conflituam entre si...


Um beijo!

Reflexos da Alma disse...

Olá Ilda Querida !
Passei para te reler e dizer-te que o meu post "Tertulia Mágica" tambem é dedicado a ti !

Beijokas minha Querida !

Pekena disse...

A Ilda tem uma escrita mesmo bonita, elegante :)

O amor e locura são muitas vezes complementares... e quem é que ainda não viveu uma história intensa com essa junção?

Bom fim-de-semana.
Beijocas da Pekena***

david santos disse...

Obrigado Ilda!
Que tenhas força e poder para escolheres passar o fim-de-semana da forma que desejares. São estes os meu sinceros votos.
Até sempre.

lua prateada disse...

Querida amiga Ilda, vim aqui só para agradecer a tua visita mais o lindo poema que me deixaste, obrigada.Mas qual meu espanto e imensa alegria ao descobrir tamanha imaginação e história tão linda.Agora eu agradeço 2 vezes e decerto voltarei sempre beijinhos da SOL

Anónimo disse...

O conto " O amor e a loucura " ( o último que surge) está extremamente bem escrito. De quem é ?
É lindíssimo.
Já ganhei o domingo, só de ler este texto.
( Vou ver se procuro melhor o Amor... Tenho de ir ver perto de roseirais... A Lady Chatterley também o encontrou, não entre roseiras, mas ...entre os bosques, entre as florinhas silvestres...
Maria

Reflexos da Alma disse...

Minha Querida Ilda !

Passei para te desejar uma Boa Semana ;)

Beijos Grandes

Ana disse...

lindooooo!
Satya

manuela disse...

Um mundo mágico de sentimentos eternos com carcterísticas próprias do homem...personificações deliciosas de um ser criativo como tu...que seria do amor sem a loucura?lindo!beijos.

Sei que existes disse...

Já conhecia esta história e acho-a muito bonita!
Beijocas

Mila disse...

O amor e a loucura por vezes originam furacões ;)

O Sentir dos sentidos disse...

Minha Querida Hilda,

Já de muito deveria vir até aqui minha amiga...pois tantos foram teus gestos de amor no meu pior momento, que fiquei um tanto perdida e nesta perdição me tornei mal educada...mas, sabendo o quanto grande é teu coração, sei que me entendes e me perdoa.
Obrigada por tudo Hilda.
Obrigada também por este belo texto que nos presenteia...Amor e Loucura...sou intensa...e sendo desta forma, só acredito mesmo no amor quando este vem com pequenas doses de loucuras.
Beijo...e volta sempre, Gosto muito da tua pessoa Hilda.Outro beijo,

Anónimo disse...

Sempre acreditei que o amor precisava de uma dose de loucura tal como a loucura sempre se manifesta através do amor!!!